Consultoria

O que é design?

É um conceito amplo, aplicável a aspectos funcionais, ergonômicos e visuais.



O design é uma atividade envolvendo uma ampla faixa de profissões, das quais produtos, serviços, comunicações gráficas, decoração e arquitetura fazem parte. Juntas, essas atividades deveriam elevar, de um modo harmônico e orquestrado com outras profissões, o valor da vida.



DESIGN GRÁFICO: “Atividade intelectual, técnica e criativa relacionada não apenas com a produção de imagens, mas com análise, a organização e os métodos de apresentação de soluções visuais para problemas de comunicação”. Definição do ICSID - International Council of Societies of Industrial Design.



 

Design gráfico é o processo de unir textos e imagens com o objetivo de produzir idéias e informações.

O estudo do design gráfico sempre esteve ligado à outras áreas do conhecimento como a psicologia, teoria da arte, comunicação, ciência da cognição, entre muitas outras. No entanto o design gráfico possui um conhecimento próprio que se desenvolveu através da sua história, mas tem se tornado mais evidente nos últimos anos.

O Designer Gráfico tem como principal moeda de troca a habilidade para aliar a sua capacidade técnica à crítica e ao repertório conceitual, sendo fornecedor de matéria-prima intelectual, baseada numa cultura visual, social e psicológica. Não é apenas um mero executante, mas sim um condutor criativo que tem em vista um objetivo comunicacional.

As empresas têm usado o design como instrumento para diferenciação de seus produtos afim de destacar-se no mercado.

Porque investir em design?

É necessário conquistar o consumidor no primeiro olhar. O design é seu primeiro "vendedor". 
As empresas devem estar preparadas para ter sua imagem comparada com a concorrência.

As pessoas associam o design ao bom gosto, à modernidade, solidez e organização.

No mercado globalizado, investir em design deixou de ser uma questão estratégica para ser uma questão de sobrevivência.
A credibilidade de sua imagem é um fator decisivo para o sucesso. 

​Se a empresa não investe na atualização de sua logomarca e identidade corporativa, arrisca-se a perder a credibilidade.
Por outro lado, investir no design confere à empresa uma imagem inovadora, coerente com as tendências mundiais.



Fonte: PBD - Programa Brasileiro do Design



O design é uma ferramenta estratégica para a competitividade.

Uma breve definição sobre COR

A definição da Wikipedia: “A cor é uma percepção visual provocada pela ação de um feixe de fotons sobre células especializadas da retina, que transmitem através de informação pré-processada no nervo óptico, impressões para o sistema nervoso.”

Outra definição: Para que exista cor, são necessários três elementos: Luz, objeto e observador. Cor é uma onda de luz em uma determinada frequência e amplitude. A luz incidindo sobre um objeto terá suas propriedades físicas alteradas, o objeto absorverá determinado feixe de luz e refletirá outros, os feixes chegarão até o olho do observador, em cuja retina, os cones absorverão e enviarão ao cérebro a informação.

Duas verdades: Sem luz não há cor e nenhuma pessoa vê a cor de um mesmo objeto exatamente igual a outra pessoa vê. 

 

Teoria básica do design - A cor

A cor é capaz de alterar todo um contexto. Cada sensação tem uma paleta de cores, e cabe ao designer saber aplicar estas paletas, mas para isso existe uma longa teoria a ser aprendida e interpretada.


A percepção das cores muda conforme o material em que ela esta inserida, sua intensidade, a luz que a ilumina, as cores adjacentes, etc. Também é muito importante lembrar que a percepção de cada cor muda conforme a cultura. O vermelho, que para nós remete ao desejo, no Japão é usado pelas noivas. Da mesma forma, há cores que “estão na moda”, e embora um trabalho com este tipo de paleta não tenha longa durabilidade (por isso ele é descartável no projeto de uma identidade visual, por exemplo) pode ser uma boa escolha em um trabalho de curta durabilidade (como em um convite para um desfile de moda, que logo será descartado).



Definição da cor:



Matiz: é a cor pura, sem adição de branco ou preto.

Intensidade: quanto mais intensa uma cor, mais “viva” ela é. Podemos enfraquecer uma cor adicionando preto ou branco a ela, ou neutralizá-la adicionando cinza.

Valor: refere-se a luminosidade da cor, depende do escurecimento e do clareamento, mas não da saturação ou da matiz. Uma imagem colorida perde sua matiz ao ser convertida para preto e branco, mas não perde suas caracteristicas tonais.

Escurecimento: variação de matiz obtida através da adição de preto.

Clareamento: variação de matiz obtida através da adição de branco.

Saturação: também chamado de croma, refere-se a pureza da cor. Quanto mais cinza se adiciona a cor mais neutra ela se torna.

Fonte: http://design.blog.br/geral/teoria-basica-do-design-cor

36335663_216854865800566_436049578383376
36335663_216854865800566_436049578383376

Reflexo ativa áreas no cérebro, resultando em autocura.

fly_eletric-ar
fly_eletric-ar

cv_partagro_frente.jpg
cv_partagro_frente.jpg

FLORIANÓPOLIS - Empresa do agronegócio.

36335663_216854865800566_436049578383376
36335663_216854865800566_436049578383376

Reflexo ativa áreas no cérebro, resultando em autocura.

1/18

Galeria 25 anos de logos

Navegue por usar as setas.

Clique sobre para ampliar.